Thumbnail

A raiva toma o controle das suas ações?

 

Você é explosivo? Acaba atacando as pessoas, reagindo instintivamente, sem controle dos seus atos? 

Quando falamos de pessoas explosivas, que acabam expressando sua raiva e extravasando com outras pessoas, através de ações violentas, temos sempre dentro das Leis Biológicas uma dupla situação emocional acontecendo, de forma específica, ou seja, a pessoa está vivendo no mínimo dois estresses simultâneos, um relacionado a um episódio de raiva ou injustiça, e outro conflito ativo de crise de identidade, onde a pessoa não encontra seu lugar ou não lhe estão dando seu lugar. Chamamos isto de Constelação Esquizofrênica Cerebral Biomaníaca Agressiva. Esta constelação consiste em 2 focos ativos no córtex cerebral, que está relacionado a conflitos de relacionamento e território. Neste caso com um conflito ativo no córtex cerebral direito, na região responsável pela mucosa da pequena curvatura do estômago, vias intrahepáticas, vias biliares e pancreáticas e um foco ativo na região do cérebro responsável pela mucosa epitelial do Reto do intestino, que fica na região do córtex cerebral esquerdo.

Isto geralmente é afetado por situações em que a pessoa não pode adquirir seu lugar, com grande conotação de injustiça ou de não lhe darem seu lugar com este mesmo contexto de injustiça. 

Isto pode ocorrer em situações de família onde uma criança pode se sentir sem o seu lugar, em um contexto de injustiça, por exemplo, quando um irmão mais novo chega e eu perco o meu quarto ou o meu colo, que era meu lugar, e ainda por eu cantar ou gritar, brigam comigo e acabo por ficar contrariado e me sentindo injustiçado. Ocorre também quando uma pessoa perde seu posto profissional e se sente injustiçado, ou mesmo quando uma pessoa se sente de alguma forma com dificuldade de encontrar o seu local em casa, perante a esposa ou esposo, em conjunto com algumas situações de injustiça. Se este conflito vem junto com um ambiente de ameaça no território, onde a pessoa não pode dissuadir, pode haver uma explosão com alterações de voz, o que muitas vezes acontece.

Uma outra situação clássica deste tipo de conflito é quando uma mulher ou homem sente o perigo de não ser amado, de ser rejeitado ou trocado por outra pessoa, esta ameaça gera ao mesmo tempo a perda de identidade, pois não sabe mais qual é seu lugar, se é nesta casa ou se deve sair daqui, se fica com os filhos ou se vai viver sua vida, com um grande contexto de injustiça perante a situação, por mais que possa não ter ocorrido nada, mas simplesmente pelo perigo disto poder estar ocorrendo. Isto ocorria muito antigamente quando as mulheres rejeitavam o seu parceiro sexualmente, por ter casado contra a vontade, ou por já ter conflitos relacionados a sexualidade, e isto fazia o homem se sentir rejeitado no momento sexual, causando para aquele homem este conflito e em conjunto com outros fatores, acabava por levar ao alcoolismo e agressividade ao chegar em casa, ou ainda mulheres que se sentiam traída pelo parceiro e acabavam por perder seu território, sua identidade de forma injusta, tornando-se agressivas ao mínimo atraso do parceiro. Na verdade, estas histórias não são só do passado, ainda está presente em muitas famílias nos dias de hoje. 

Biologicamente, este sintoma é uma forma de nosso cérebro tentar nos proteger de um processo onde possamos perder nosso espaço, ou ficarmos sem nosso território de segurança. No mundo animal, se um leão perde sua identidade sendo expulso de um grupo, ele tem que se tornar mais agressivo, para que possa retomar seu espaço, nem que seja em outro grupo, pois andar sozinho na natureza pode representar um grande risco à sobrevivência. Por isto, biologicamente nosso cérebro traz esta reação de irritabilidade, como uma forma de proteção, para resgatarmos nosso lugar, e confrontarmos as injustiças. 

Estes artigos que escrevo são para facilitar o entendimento destas situações, pois quando compreendemos o motivo de estarmos agindo da forma em que estamos agindo, fica mais fácil compreender o conjunto geral do episódio, e assim, podermos tomar o controle de nossas ações e, enfim, tomar outras iniciativas, para não ficar sempre repetindo o padrão de ação. 

Se você quer buscar mais informações, sobre vídeos que lhe ajudem compreender mais sobre você mesmo, acesse o meu canal do Youtube.com/ivanbonaldo e lá você vai encontrar mais artigos e informações. 

 

Dr. Ivan Bonaldo

Crefito 8/99696-F

Idealizador do Congresso Internacional das Leis Biológicas

htttp://www.leisbiologicas.com