Thumbnail

Lar doce Lar

 

Provavelmente você já deve ter ouvido essa frase: “lar doce lar”, ao chegar enfim em casa após um dia de trabalho, após uma viagem longe, após frustrações em meio ao caminho da volta do trabalho.

Nosso lar representa nosso maior território de segurança, tranquilidade e harmonia, pelo menos, esperamos que seja assim. 

Temos ali um teto para nos proteger, temos um lugar para chamar de nosso, temos enfim um lugar para relaxar após um dia intenso de situações. 

Nossa casa é onde queremos ter o domínio das coisas, ter o controle sobre o que acontece, pois após tantos territórios ameaçadores, ou que nos trazem transtornos, como as estradas, as ruas da cidade, o trabalho com chefes, colegas ou funcionários que me irritam, queremos sempre chegar no abraço do nosso sofá, na calmaria de nossa cozinha, ou no aconchego da família.

O nosso território de casa, deveria ser o local mais tranquilo de todos, deveria ser o ambiente dos sonhos, mas infelizmente, para muitas pessoas não é!!

Para alguns, pelo fato de a família ser desunida, para outros pelo bairro onde a casa fica não lhe dar segurança, pelos vizinhos que lhe causam transtornos, pelas pessoas que moram junto, como cunhados, sogro e/ou sogra, enteada(o) e que influenciam diretamente nas escolhas que são feitas na casa, ou pela casa onde há mais discussões, do que harmonia. 

Então aquele único lugar, que poderia chamar de Doce Lar, se torna uma frustração de lar. 

Este tipo de situação, acaba gerando uma série de possibilidades de conflitos, que geram inúmeras possibilidades de sintomas, como:

  •      Gastrite, por ficar contrariado pelas situações que ocorrem no ambiente;
  •      Refluxo, ou irritabilidade por ter que aceitar coisas que não são do jeito desejado;
  •      Tosse, por não poder dissuadir, confrontar ataques promovidos contra si;
  •      Problemas em bexiga, com a sensação de perder o domínio, o controle, sobre o espaço;
  •      Insônia, por ficar remoendo situações sem encontrar a solução;
  •      Problemas intestinais, por dificuldades em melhorar uma situação desagradável;
  •      Arritmia, pressão alta, retenção de líquido, impotência sexual, ejaculação precoce, baixo libido, dores de cabeça, alterações na tireoide, alterações na glicose entre outros sintomas.

Aqui já deixei uma pincelada, sobre o  que nosso território representa, mas farei uma série de artigos, para contar um pouco mais para você, sintoma por sintoma, que muitas pessoas acabam desenvolvendo sobre as questões territoriais. 

 

Dr. Ivan Bonaldo

Microfisioterapeuta - Crefito 8/99696-F

Idealizador do Congresso Internacional das Leis Biológicas

htttp://www.leisbiologicas.com