Thumbnail

5 causas da obesidade - Parte 4: Airbag relacional

Airbag_relacional 

A obesidade às vezes é o inflar para conseguir algum espaço de distância entre si e determinados relacionamentos

 

Nas questões de relacionamentos próximos, ouço muitos casos onde homem ou mulher reclamam de não conseguirem espaço, sentem-se pressionados pelo outro, sufocados, além dos casos onde ocorrem episódios de brigas mais intensas ou relacionamentos duradouros baseados em várias situações mal resolvidas. Neste tipo de relações, ter um espaço de distância entre si e o(a) parceiro(a), torna-se algo vantajoso. E este espaço pode ser formado pelo aumento de peso, pois quanto maior em diâmetro a pessoa, maior o espaço de distância ao contato dos outros, gerando a obesidade. 

Este é o quarto artigo da série Obesidade, caso você não tenha lido os outros três artigos, aproveite para acessar meu site ivanbonaldo.com.br e leia os artigos sobre agressão proximal, abandono e “tenho que aguentar o tranco”.

Seguindo a relação de airbag relacional, atendi uma paciente certa vez que apresentava dificuldades em se sentir tocada, abraçada, até mesmo se irritava com a aproximação do seu parceiro. Isto fazia com que ela sentisse a necessidade de se afastar, ter um espaço de proteção, como se fosse um airbag, que permitisse uma distância do contato físico, um espaço de proteção para evitar uma aproximação, isto tudo porque em sua infância passou por uma situação de abuso sexual, na qual um tio passou dos limites e a tocou sexualmente. A partir de então, cada homem que se aproximava em sua infância e adolescência representava uma ameaça e, por consequência, era necessária uma distância de proteção. E quando esta mulher casou, por mais que o parceiro fosse tranquilo, o toque deste reativava inconscientemente o toque de seu tio na infância, gerando uma sensação de incômodo com a aproximação e tensão permanente. 

Este tipo de proteção também pode ser instaurado em mulheres cujo marido é agressivo ou alcóolatra, onde a mulher tende a querer manter um espaço de segurança de distância ao parceiro, para evitar confrontos e contatos físicos forçados. Geralmente no local do contato onde a mulher se sente atacada e agredida ocorre a produção de gordura localizada como fonte de proteção e tentativa de aumentar a distância ao agressor, caso possa ocorrer um novo ataque. 

As crianças também passam por situações ondem querem afastar em momentos os pais ou cuidadores de perto de si, quando sentem o pai ou a mãe como ameaça, ou quando no colégio vivem em um ambiente onde outras crianças mordem, fazem bullying ou ameaçam.

No ambiente de trabalho também podemos querer ter um airbag relacional, dando um espaço de afastamento ao chefe, ou colegas de trabalho que são chatos e incomodativos. Muitas pessoas se sentem invadidas por outros profissionais que ultrapassam dos limites com eles, atrapalhando o desempenho profissional. 

Através dos exemplos que passei, pode-se perceber que o airbag relacional nada mais é de que aumentar o peso, com gordura, ocasionando a obesidade, para que possa aumentar o diâmetro de largura lateral, e promover uma distância segura entre si e as outras pessoas do meio, mantendo assim a proteção e segurança da pessoa a ambientes ou a pessoas específicas que representam perigo. 

Você tem pessoas que você gostaria de produzir um airbag para dar um espaço no relacionamento? Tente lidar com estas relações de uma maneira diferente, para que não ocorra este aumento de diâmetro corporal. 

 

Dr. Ivan Bonaldo

Crefito 8/99696-F

Fisioterapeuta Especialista em Microfisioterapia e Nova Medicina Germânica. 

www.ativaterapias.com.br